21 Dias para Mudar de Hábitos ou Não

21 Dias para Mudar de Hábitos ou Não

É vastamente conhecida a teoria que para alterar e estabelecer um novo hábito são necessários 21 dias. E isto à partida funciona para tudo o que quiser incorporar na sua rotina.

Mas na prática o que funciona nestes 21 dias? Bastará introduzir um novo hábito na nossa rotina e repeti-lo por 21 dias seguidos e,“pufff” como por magia, ele passa a ser natural no nosso dia-a-dia e sentimo-lo como nossa segunda pele? Funciona mesmo assim?

Pela minha experiência não.

É óbvio que para estabelecer um novo hábito ele deve fazer sentido, ser prioritário e estar convenientemente definido no que respeita a ser congruente, realista, mensurável e tudo mais. Mas por vezes mesmo isso não chega para que consigamos introduzir esse novo hábito na nossa vida, seja em 21 dias, seja em mais.

Recentemente passei por uma experiência que consistia precisamente nessa integração de hábitos e rotinas e foram precisos apenas 2 dias para perceber que, apesar tudo parecer bem estabelecido em termos de objetivo, ele não iria mudar só porque eu queria. EU precisava de mudar para o inserir na minha rotina e isso ainda não tinha acontecido.

Eu logo verifiquei que para instalar um hábito só por pura vontade, sem resolver possíveis questões que tenham travado ou estejam a travar essa integração é gastar tempo e energia sem obter os resultados necessários.

Para a mudança “entrar no músculo” e se tornar natural e quase sem necessidade de esforço, isso tem de estar em sintonia com o nosso organismo, a nossa mente e a nossa energia. Quando nós mudamos para enquadrar essa mudança, isso torna-se parte de nós e muito mais fácil de assimilar. Quando nós insistimos e persistimos a pensar que as coisas se conseguem apenas na base do esforço e disciplina…elas vão ser sempre esforço e disciplina mas não passarão a hábitos consolidados e naturais.

Foi assim que eu comecei a fazer exercício físico há mais de 20 anos. Eu integrei a rotina de fazer exercício físico porque me fazia bem ao organismo. Lembro-me que na altura chegava a fazer 2h30 de exercício por dia rematadas com banho turco que me fazia sentir no céu. Eu gostava do que fazia e o que fazia fazia-me bem.

Com o passar dos anos e as mudanças geográficas e de horários tive de mudar de local de treino e atividades. Nunca deixei de fazer exercício mas isso passou a uma obrigação e não algo que eu considerasse “integrado em mim”. Hoje em dia tento recuperar atividades físicas de que gosto para deixar de ter de fazer esforço e essa necessidade surja de forma natural e prazenteira. Tudo o que gosta de se fazer implica menos desgaste e muito mais ganho.

Então penso que mais do que 21 dias para assimilar um hábito, nós teremos de garantir que nós interiormente estamos preparados para fazer essa mudança e essa interiorização. Depois tudo se torna mais fácil. Fiquem bem e boas mudanças não só em hábitos mas em “estrutura interior”. Sejam felizes.

Se gostou, partilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email